10.06.2011

28/09/2011 Movimento pelo voto aberto Informativo PTB



 Movimento pelo voto aberto Informativo PTB



Integrantes da Frente Parlamentar em Defesa do Voto Aberto pediram ao presidente da Câmara, Marco Maia, que paute logo a votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 349/01 que acaba com o voto secreto nos plenários da Câmara e do Senado. O deputado Arnaldo Faria de Sá ( PTB-SP), apoia a iniciativa. Ele disse ser favorável ao fim do voto secreto, que na sua opinião deve ser mantido apenas em relação aos vetos. ― Nessa situação avalio que deve ser mantido, pois o parlamentar pode virar alvo de retaliações por parte do Governo. Mas a exceção do veto, todos os demais votos devem ser abertos‖. Faria de Sá diz que até mesmo em relação aos pedidos de cassação, o voto deve ser aberto. Ele lembrou sobre a última votação com esse objetivo, e disse que independente de ter votado favoravelmente, o que valeu foi o resultado final, ― um desgaste para essa Casa‖.

28/09/2011 Aniversário da Lei da Ficha Limpa será comemorado na Câmara

28/09/2011 19:36

Aniversário da Lei da Ficha Limpa será comemorado na Câmara
Luiz Alves

Parlamentares, ministros de Estado e convidados vão celebrar nesta quinta-feira (29), na Câmara dos Deputados, o primeiro aniversário da Lei da Ficha Limpa (Lei Complementar 135/10).
O vice-presidente da República, Michel Temer, que presidia a Casa à época da apresentação da proposta, também foi convidado. A comemoração ocorrerá no Salão Verde, mesmo local em que foram entregues as 1,6 milhão de assinaturas do projeto de iniciativa popular que deu origem ao projeto. Crianças empunhando bandeirolas do Brasil, vindas de escolas que estão realizando trabalho sobre cidadania no processo eleitoral, se unirão às autoridades para cantar parabéns para o Ficha Limpa.

Manifestação contra a corrupção
Integrantes da Frente Parlamentar de Combate à Corrupção fizeram manifestação hoje na Câmara para pedir a votação de mais de 150 projetos que visam a combater a corrupção e estão parados na Câmara e no Senado. Na última quarta-feira (21), eles pediram a ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) celeridade no julgamento das ações que questionam a constitucionalidade da Lei da Ficha Limpa.

Da Redação / RCA
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara de Notícias'

24/08/2011 Câmara Noticias

24/08/2011 18:34


CCJ aprova desconto em passagem aérea para idoso e deficiente tratar da saúde

Brizza Cavalcante
A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou nesta quarta-feira (24) o Projeto de Lei 821/03, que concede desconto de 50% nas tarifas de passagens aéreas para pessoas com deficiência física e para quem tem idade igual ou superior a 60 anos, quando o objetivo da viagem for a realização de tratamento médico.
O texto aprovado foi o substitutivo da Comissão de Seguridade Social e Família, que incluiu a medida na Lei 8.899/94, que concede passe livre às pessoas com deficiência no sistema de transporte coletivo interestadual. A relatora na CCJ, deputada Sandra Rosado (PSB-RN), apresentou parecer pela constitucionalidade da matéria.
O autor da proposta ressaltou que esporadicamente as companhias aéreas concedem descontos promocionais como estratégia de marketing, mas é preciso, lembrou ele, criar garantias definitivas. "Assegurar aos idosos e aos deficientes físicos, mentais e sensoriais o benefício do desconto na aviação representa um apoio às pessoas que não estão necessariamente inseridas na categoria de carentes. Muitas delas demandam, com freqüência, deslocamentos, no intuito de obterem tratamentos médicos em grandes centros urbanos, sedes de unidades médicas especializadas", afirmou Sandes Júnior.
Tramitação O projeto, que já havia sido aprovado pela Comissão de Seguridade Social e Família e rejeitado pela Comissão de Viação e Transportes, será analisado ainda pelo Plenário.

28/09/2011 Câmara Noticias

28/09/2011 13:01 Comissão aprova isenção de impostos em equipamento para deficiente

Brizza Cavalcante

A Comissão de Seguridade Social e Família aprovou nesta quarta-feira (28) a isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para os equipamentos e aparelhos, inclusive eletrônicos, destinados a pessoas portadoras de deficiências física, auditiva, visual ou mental. A isenção abrangerá, por exemplo, próteses, órteses, cadeiras de rodas motorizadas, leitos e macas, além de peças, componentes acessórios, matérias-primas e materiais de embalagens utilizados na industrialização desses equipamentos. Se houver necessidade de importar insumos para a fabricação dos produtos, não será cobrado ainda o Imposto sobre a Importação. A medida faz parte do Projeto de Lei 6097/05. O texto aprovado altera a Lei 10.098/00, que estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida. O texto também reduz a zero as alíquotas do PIS/Pasep e do Cofins incidentes sobre as receitas de vendas dos equipamentos e aparelhos destinados à acessibilidade de portadores de deficiências.
Relatório O relator na comissão, deputado Eduardo Barbosa (PSDB-MG), apresentou parecer favorável à proposta. Ele afirma que, se aprovado, o projeto adequará a legislação nacional à Convenção das Nações Unidas sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência. Barbosa acrescenta que as pessoas com deficiência devem sempre que possível receber ações e serviços por parte do Estado e da sociedade civil parar amenizar as dificuldades que são obrigadas a enfrentar.
O parlamentar lamenta que, seis anos após sua apresentação, o projeto ainda não tenha sido transformado em lei. ―Propostas como esta deveriam ser tratadas como prioridade absoluta‖, afirma.
Pesquisa O projeto estabelece ainda que a pesquisa destinada à invenção ou ao aperfeiçoamento de produtos voltados para pessoas portadoras de deficiência será beneficiada pela isenção de todos os tributos e contribuições sociais incidentes sobre os insumos e serviços utilizados na atividade. A isenção também será válida para empresas que efetuem gastos com a capacitação de pessoal portador de deficiência e com a adequação de suas instalações físicas e operacionais para possibilitar a contratação de empregados portadores de deficiência.
Tramitação O projeto, que tramita em caráter conclusivo, já havia sido aprovado pela Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio; e será analisado agora pelas comissões de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

28/09/2011 Câmara Noticias

Juiz e advogado discordam de mudança prevista no novo CPC

A alteração do novo Código de Processo Civil (PL 8046/10) sobre a desconsideração da personalidade jurídica dos sócios de empresas colocou há pouco em lados opostos o presidente da comissão da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) que analisa o tema, desembargador Lineu Peinado; e o secretário-geral do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, Marcus Vinícius Furtado Coelho. O que o desembargador considera um gargalo no processo, o advogado vê como a garantia dos sócios se defenderem no processo. Atualmente, uma decisão judicial pode permitir que os bens dos sócios sejam atingidos por uma eventual cobrança da empresa. O novo Código prevê que, para a desconsideração da personalidade jurídica, será instaurado um incidente, com direito à ampla defesa dos sócios. ―A desconsideração já é tratada no Código Civil. Esse projeto cria um incidente, que é um processo dentro do processo, sobre o qual cabem recursos‖, analisou o desembargador. Mas o advogado defendeu que o novo incidente é a materialização do direito constitucional dos sócios. ―O novo código amplia o direito da defesa com o incidente de desconsideração da personalidade jurídica. Sem o contraditório, não haverá decisão judicial, e isso é importante‖, argumentou o representante da OAB. Os palestrantes participam de audiência pública da Comissão Especial do Novo Código de Processo Civil.

Arnaldo Faria de Sá é Relator Setorial da Comissão Especial do Novo Código de Processo Civil

30 dias - Aviso Prévio - Arnaldo Faria de Sá assina redação final

Arnaldo Faria de Sá foi Relator do PL 941, de 1989 que “Regulamenta o disposto no inciso XXI do art. 7º da Constituição Federal de 1988. Dispõe sobre o aviso prévio proporcional ao tempo de serviço do empregado. Altera o Decreto-lei nº 5.452, de 1943.” O projeto, tramitando na Casa desde 1989 é de grande relevância para o trabalhador.


Arnaldo Faria de Sá, rapidamente, após assinar sua Redação Final parabenizou a todos os trabalhadores pela conquista.

REDAÇÃO FINAL

PROJETO DE LEI Nº 3.941-F, DE 1989

Dispõe sobre o aviso prévio e dá outras providências.

O CONGRESSO NACIONAL decreta:

Art. 1º O aviso prévio, de que trata o Capítulo VI do Título IV da Consolidação das Leis do Trabalho – CLT, aprovada pelo Decreto-Lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943, será concedido na proporção de 30 (trinta) dias aos empregados que contem até 1 (um) ano de serviço na mesma empresa.

Parágrafo único. Ao aviso prévio previsto neste artigo serão acrescidos 3 (três) dias por ano de serviço prestado na mesma empresa, até o máximo de 60 (sessenta) dias, perfazendo um total de até 90 (noventa) dias.

Art. 2º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Sala das Sessões, em 21 de setembro de 2011.

Deputado ARNALDO FARIA DE SÁ Relator

28/09/2011 Comissão mantém anistia aos militares por atos cometidos durante a ditadura

28/09/2011 18:35

Comissão mantém anistia aos militares por atos cometidos durante a ditadura

Arquivo/ Gustavo Lima
A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional rejeitou, nesta quarta-feira, projeto de lei que exclui da anistia ampla e irrestrita, realizada em 1979, os agentes públicos que cometeram crimes durante a ditadura militar.
O Projeto de Lei 573/11, da deputada Luiza Erundina (PSB-SP), pretende alterar a Lei da Anistia (Lei 6.683/79) principalmente no que se refere aos militares que foram acusados de tortura e assassinato de ativistas políticos. A comissão também rejeitou o Projeto de Lei 1124/11, do deputado Chico Alencar (Psol-RJ), que tramita apensado.
Para o relator, deputado Hugo Napoleão (DEM-PI), a lei deve valer tanto para os ativistas políticos quanto para os servidores públicos. ―Não se pode admitir que a motivação política só fosse aplicável aos autores de crimes políticos. A se albergar esse entendimento, a lei seria iníqua desde seu nascedouro, ao anistiar os crimes políticos praticados pelos integrantes de um lado e ao anistiar meramente as infrações administrativas cometidas pelos integrantes de outro‖, defendeu o relator.

Pedido internacional
Em agosto a Anistia Internacional pediu que a presidente Dilma Rousseff revogue a Lei da Anistia. Porém, na campanha presidencial, Dilma afirmou que não existe clima de revanchismo e que não haverá mudanças na lei. Em abril de 2010, o Supremo Tribunal Federal (STF) julgou a arguição de descumprimento de preceito fundamental nº 153 e considerou que a expressão ―crimes conexos‖, contida na Lei 6.683/79, se refere aos crimes comuns praticados por agentes públicos, civis e militares contra os oponentes ao regime político então vigente. Para a autora do projeto, deputada Erundina, a decisão do tribunal foi contrária a vários importantes entendimentos. ―A anistia assim interpretada violou não apenas o sistema internacional de direitos humanos, mas foi também flagrantemente contrária ao preceito fundamental do art. 5º, inciso XLIII, da Constituição Federal, que determina, peremptoriamente, que o crime de tortura é inafiançável e insuscetível de graça e anistia‖, afirmou Erundina.

Condenação pela OEA
A Corte Interamericana de Direitos Humanos da OEA (Organização dos Estados Americanos) condenou, no final do ano passado, o Estado brasileiro por não ter investigado o desaparecimento de 64 opositores ao regime ditatorial durante o confronto com os militares na chamada Guerrilha do Araguaia. A ditadura militar governou o País entre 1964 e 1985. A Lei da Anistia foi publicada há 32 anos. Para muitos deputados, o Projeto 573/11 é inócuo, uma vez que todos os crimes já estariam prescritos. Porém, segunda a procuradora da República Eugênia Fávaro, a tortura é um crime contra a humanidade e, portanto, imprescritível.
Tramitação O projeto ainda será analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (inclusive no mérito), antes de ser votado pelo Plenário.

28/09/2011 PEC 300 e preocupãção com Tenente Clóvis

O
O SR. ARNALDO FARIA DE SÁ (Bloco/PTB-SP. Pela ordem. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, registro a visita que fizemos, no último domingo, à cidade de Paulínia, ao Vereador Bonavita, juntamente com os companheiros do PTB. Agradeço a presença do ex-Prefeito Edson Moura. Na última segunda-feira, em reunião do PTB, na cidade de Mauá, filiamos o Vereador Ozelito, que deve ser nosso candidato majoritário na cidade. Registro a presença importante do Secretário de Governo da cidade vizinha de Santo André, Wilsom Bonome. Sem dúvida nenhuma, a presença de grandes lideranças do PTB. E nós continuamos aqui cobrando a votação do projeto que trata do fim do fator previdenciário, que trata da recuperação das perdas de aposentados e pensionistas; a votação da PEC que trata daquela matéria importante, da integralidade e paridade para os aposentados por invalidez, e também a votação da PEC nº 300. Desde já desejo um pronto restabelecimento ao Tenente Clóvis.
SR. PRESIDENTE (Inocêncio Oliveira) - Para uma breve intervenção, concedo a palavra, pelo prazo de 1 minuto, ao ilustre Deputado Arnaldo Faria de Sá. PT de São Paulo.

27/09/2011 Registros de Arnaldo Faria de Sá

O SR. PRESIDENTE (Rose de Freitas) – Pois não senhor Deputado!
A SRA. PRESIDENTA (Rose de Freitas) - Concedo a palavra ao nobre Deputado Arnaldo Faria de Sá.
O SR. ARNALDO FARIA DE SÁ (Bloco/PTB-SP. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, quero registrar com profundo pesar que participamos o falecimento de CLAUDIO PEREIRA, ocorrido na manhã de 27 de setembro de 2011. Homem honrado e um grande amigo, com uma trajetória irrefutável, nascido em 10/08/1942, na cidade de Lorena, estado de São Paulo. Em 1964, ingressou nas fileiras do exército tendo construído uma carreira brilhante até o ano de 1992. Pessoa de grande responsabilidade e compromisso civil, filiou-se ao então PFL atual Democratas, vindo a participar ativamente da política na Cidade de Lorena, onde por três mandatos atuou como vereador, sempre com uma postura ética e respeitosa. Membro fundador e colaborador efetivo da AMIPEL, participou de conquistas importantes para os Associados, Ex Militares e Pensionistas. Tenente Cláudio deixa Esposa, Sra. Maria Teresa, e três filhos Cláudio Pereira Junior, Carlos Alberto Pereira, e Matheus Pereira. Em nome da Comunidade Lorenense, transmitimos nossas condolências aos seus familiares e amigos.

27/09/2011 Registros de Arnaldo Faria de Sá

O SR. PRESIDENTE (Rose de Freitas) – Pois não senhor Deputado!
A SRA. PRESIDENTA (Rose de Freitas) - Concedo a palavra ao nobre Deputado Arnaldo Faria de Sá.
O SR. ARNALDO FARIA DE SÁ (Bloco/PTB-SP. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, quero registrar com profundo pesar que participamos o falecimento de CLAUDIO PEREIRA, ocorrido na manhã de 27 de setembro de 2011. Homem honrado e um grande amigo, com uma trajetória irrefutável, nascido em 10/08/1942, na cidade de Lorena, estado de São Paulo. Em 1964, ingressou nas fileiras do exército tendo construído uma carreira brilhante até o ano de 1992. Pessoa de grande responsabilidade e compromisso civil, filiou-se ao então PFL atual Democratas, vindo a participar ativamente da política na Cidade de Lorena, onde por três mandatos atuou como vereador, sempre com uma postura ética e respeitosa. Membro fundador e colaborador efetivo da AMIPEL, participou de conquistas importantes para os Associados, Ex Militares e Pensionistas. Tenente Cláudio deixa Esposa, Sra. Maria Teresa, e três filhos Cláudio Pereira Junior, Carlos Alberto Pereira, e Matheus Pereira. Em nome da Comunidade Lorenense, transmitimos nossas condolências aos seus familiares e amigos.

27/09/2011 Discurso de Arnaldo Faria de Sá - Dia Nacional do Idoso

IV - ORDEM DO DIA

PRESENTES OS SEGUINTES SRS. DEPUTADOS:
O SR. PRESIDENTE (Rose de Freitas) - A lista de presença registra o comparecimento de 397 Senhoras Deputadas e Senhores Deputados.
A SRA. PRESIDENTA (Rose de Freitas) - Há sobre a mesa dois requerimentos. Se todos estão de acordo, estamos mantendo o painel da sessão anterior, em que não houve nenhuma votação. Concedo a palavra ao nobre Deputado Arnaldo Faria de Sá.
O SR. ARNALDO FARIA DE SÁ (Bloco/PTB-SP. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, quero registrar que hoje, 27 de setembro, comemoramos o Dia Nacional do Idoso. O Dia Nacional do Idoso foi estabelecido em 1999 pela Comissão de Educação do Senado Federal e serve para refletir a respeito da situação do idoso no País, seus direitos e dificuldades. O envelhecimento faz parte de nossa vida! É um processo natural que se inicia no momento em que nascemos. Não é questão a ser aceita ou tese da qual se possa discordar. A gente envelhece e ponto. Não há, porém, limites estabelecidos para o término de nossa caminhada neste mundo. Temos é que manter sempre acesa a chama do entusiasmo, pois a vida tem encantos para aqueles que gostam dela. Em nossa sociedade, porém, envelhecer é passar da atividade para a passividade. Isso significa deixar de fazer para que façam pela gente, deixar de ser cidadã/ão, deixar de ser família, etc. Assim limitadas e isoladas, as pessoas perdem a razão de viver. É como se as pessoas idosas não tivessem valor, habilidades, direito à opinião própria, etc. Algumas expressões que se ouvem em nossa sociedade, e até em nossas famílias, em relação às pessoas idosas mostram essa mentalidade: "lugar de velho é em casa", "está ficando igual a criança, quer participar de tudo", "velho não tem mais nada para aprender". Na Bíblia, também podemos perceber que a atitude frente às pessoas idosas nem sempre foi tão pacífica ou tão tranqüila como, às vezes, ouvimos e afirmamos. Podemos perceber na leitura da Bíblia que as pessoas idosas não têm uma vida sem problemas, sem dificuldades. Mas a exortação quanto ao respeito, à valorização da sabedoria dos mais velhos sempre aparece. O Salmista, por exemplo, compara as pessoas que andam com Deus como árvores viçosas cheias de vigor e de frutos mesmo na velhice (Sl 92.13-15). A Bíblia nos mostra um horizonte diferente daquele que percebemos na nossa sociedade. "Até à vossa velhice, eu serei o mesmo e, ainda quando tiverdes cabelos brancos, eu vos carregarei; já o tenho feito; levar-vos-ei, pois, carregar-vos-ei e vos salvarei." (Is 46.4) A família, a comunidade e a sociedade precisam dignificar as pessoas idosas, assegurando sua participação na comunidade, defendendo sua liberdade, autonomia, bem-estar e garantindo-lhes o direito à vida. No contexto social temos várias formas agradáveis de viver esta fase da vida, participando de grupo de idosos, de dança, artesanato, realizando viagens, fazendo caminhadas, mantendo-se atualizado, freqüentando cursos e, desta forma, preenchendo significativamente o nosso envelhecer. E você, que se considera nessa fase da vida, não pense no número de anos que já viveu. Pense, isto sim, em como desfrutar com muita coragem, perseverança e fé os anos que tem pela frente, dedicando-se a algo que lhe interesse e orgulhando-se de sua idade, por mais avançada que seja. Tudo isso manterá seu espírito alegre e juvenil. Enfrente, pois, o entardecer da vida com responsabilidade, alegria e muito amor. Esse entardecer não acaba em uma noite fechada, mas em um amanhecer cheio de esperança. Vamos olhar para a pessoa idosa como ser humano integral, valioso e amado por Deus e por nós. Não podemos considerar apenas sua força física, mental e sua saúde. É preciso respeitar a personalidade formada, a riqueza da experiência acumulada. As pessoas idosas podem trazer de volta muitos valores perdidos pela sociedade de consumo e pela violência. Que Deus nos lembre do valor e da transitoriedade de nossa vida. Que nunca haja um tarde demais para amar, perdoar e servir. Amém. Idoso é quem tem o privilégio de viver uma longa vida… velho é quem perdeu a jovialidade. A idade causa a degenerescência das células… a velhice causa a degenerescência do espírito. Você é idoso quando sonha… você é velho quando apenas dorme. Você é idoso quando ainda aprende… você é velho quando já nem ensina. Você é idoso quando se exercita… você é velho quando somente descansa. Você é idoso quando tem planos… você é velho quando só tem saudades. Para o idoso a vida se renova a cada dia que começa… para o velho a vida se acaba a cada noite que termina. Para o idoso o dia de hoje é o primeiro do resto de sua vida… para os velhos todos os dias parecem o último de uma longa jornada. Para o idoso o calendário está repleto de amanhãs… para o velho o calendário só tem ontens. Que você, quando idoso, viva uma vida longa, mas que nunca fique velho. Aproveitando esse dia especial, que é o Dia Nacional do Idoso, conclamo esta Casa para que possamos fazer justiça, em especial aos nossos aposentáveis, aposentandos e aposentados, que esta Casa vote com a maior brevidade possível o PL 3299/2008, Fim do Maldito Fator Previdenciário e ainda o PL 4434/2008, que trata da recomposição das perdas dos benefícios. Esta Casa tem que dar uma resposta a essa classe que tem sido tão penalizada em seus benefícios, que, com a chegada da terceira idade, enfrentam problemas ainda com a saúde, com gastos elevados com medicamentos. Era o registro que tinha a fazer Senhor P. Roseli Breunig Texto retirado do site: ww.luteramos.com.br

27/09/2011 Registro de Arnaldo Faria de Sá

O SR. ARNALDO FARIA DE SÁ
(Bloco/PTB-SP. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, quero registrar a homenagem que o Sr. Aldemir Bendine, o Dida, Presidente do Banco do Brasil, recebeu na última quinta-feira, em São Paulo, da Câmara Portuguesa de Comércio no Brasil, brilhantemente dirigida pelo Sr. Manuel Tavares de Almeida Filho, no Transamérica, pelo resultado do Banco do Brasil, em âmbito nacional e internacional, triplicando seu desempenho num período de crise, e num período não superior a 2 anos — não faz 3 anos que o Dida e sua diretoria assumiram. Quero destacar também o nome do Vice-Presidente Ricardo, que trabalha basicamente em São Paulo. Cumprimento a Câmara Portuguesa de Comércio no Brasil por este evento, particularmente o Dida pelo resultado do Banco do Brasil. Deixo registrado minha insatisfação com a Ministra Eliana Calmon, do CNJ, que agride graciosamente o Tribunal de Justiça de São Paulo. Lembro que o Tribunal de Justiça de São Paulo é o maior tribunal e perdeu os Tribunais de Alçada Cível e Criminal. Sem dúvida nenhuma, é um grande tribunal, e não merece a crítica.

21/09/2011 Discurso de Arnaldo Faria de Sá

Discurso proferido pelo Excelentíssimo Senhor Deputado Federal Arnaldo Faria de Sá na Sessão da Câmara dos Deputados de 21 de setembro de 2011.



Senhor Presidente,
Senhoras e Senhores Parlamentares:


 
Assumo a Tribuna desta Casa para registrar as festividades promovidas pela Prefeitura Municipal em comemoração aos 153 anos de fundação da Cidade de Itatiba, no Estado de São Paulo.
A Prefeitura de Itatiba, por meio do Fundo Social de Solidariedade, promoveu na última semana um Chá da Tarde muito especial. Cerca de 200 pessoas do Grupo da Terceira Idade comemoraram os 153 anos de Itatiba no Centro de Convivência "Ângela Lygia Parodi Scavone", no Jardim Vitória. Todos os alimentos servidos no chá foram preparados por voluntárias do FSS que serviram os presentes com muita alegria. "Parabéns a cada um de vocês que ajudaram a construir uma cidade próspera e organizada como a nossa. Acredito que o aniversário é um momento importante para refletirmos sobre nosso papel na sociedade. Temos que encarar os espaços públicos como extensões das nossas casas", disse o Prefeito João Fattori, que esteve presente ao evento.
E o Grupo da Terceira Idade ainda tem muitas atividades para este mês. Às quintas-feiras acontece o tradicional Baile, das 14h às 17h; às segundas e quintas-feiras acontecem as aulas de Tai Chi Chuan, além de ginástica e cursos de patchwork, artesanato, crochê e bordado. Ainda este mês, o Grupo viaja para Aparecida do Norte e no dia 14 de dezembro será realizada uma grande Confraternização de Natal e Baile de Final de Ano, seguindo o tema "Anos 60".
Abaixo, para registros nos Anais da Casa, transcrevemos trecho de matéria veiculada na mídia loca:
Prefeitura divulga atrações da Festa de
San Gennaro e do Aniversário de Itatiba

Rogério Scavone

Agência BOM DIA

A Prefeitura de Itatiba divulgou nesta quinta-feira na Imprensa Oficial três despachos do prefeito João Fattori (PSDB) autorizando a contratação de shows para a Festa de San Gennaro, que acontecerá entre 28 e 30 de outubro, e para a Festa de Aniversário do Município de Itatiba, no dia 1º de novembro, todas realizadas no Parque da Juventude.

Conheça as atrações das festas de outubro e novembro

JOTA QUEST: Uma das principais bandas pop do país, os mineiros do Jota Quest são campões em emplacar hits em novelas. Lançou neste ano o trabalho “Quinze” – comemorativo aos 15 anos de carreira, mas faz sucesso ainda por refrões como “o amor é o calor que aquece a alma” ou “Na Moral”.
ALEXANDRE PIRES: O antes sambista e hoje cantor romântico mineiro acaba de chegar de apresentações lotadas no Chile. Sempre lembrado por sua carreira no Só Pra Contrariar, grupo de pagode sucesso nos anos 1990, Alexandre refinou o visual e repertório e desde 2001 segue carreira solo. Hoje tem fãs cantando em português e espanhol. “Erro Meu” e “Quem é Você” são seus sucessos mais recentes.
MANU GAVASSI: Musa teen entre as cantoras, a novata de 19 anos estourou com o hit “Garoto Errado”. Ex-integrante da Galera da Capricho, é conhecida das meninas e do público de música jovem do Youtube, canal colaborativo de vídeos na Internet que a projetou.
FRESNO: A banda gaúcha de emocore – que une os gêneros emo e hardcore - começou em 1999, já gravou até com os sertanejos Chitãozinho e Xororó. Em 2010 lançou novo Cd, Revanche, que traz a influência do rock mais pesado.

20/09/2011 Discurso de Arnaldo Faria de Sá

“Discurso do Senhor Deputado Federal Arnaldo Faria de Sá na Sessão da Câmara dos Deputados de 20 de setembro de 2011”.


Senhor Presidente,
Senhoras e Senhores Deputados:
Requeiro que se faça registrar nos Anais desta Casa, matéria publicada no site da Confederação Brasileira de Aposentados e Pensionistas – COBAP, sob o título “Os Aposentados do Brasil São Solidários ao Companheiro José Augusto”. José Augusto, Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Parlamentares Há 61 dias precisamente, sem motivo consistente, José Augusto encontra-se afastado de suas funções na secretaria geral da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Comércio (CNTC). Não consideramos justo uma pessoa tão conceituada, capacitada e honesta estar alijada de suas atividades cotidianas. Era o registro que tinha a fazer, muito obrigado!

20/09/2011 Discurso de Arnaldo Faria de Sá

“Discurso do Senhor Deputado Federal Arnaldo Faria de Sá na Sessão da Câmara dos Deputados de 20 de setembro de 2011”.


Senhor Presidente,
Senhoras e Senhores Deputados:
Requeiro que se faça registrar nos Anais desta Casa, matéria publicada no site da Confederação Brasileira de Aposentados e Pensionistas – COBAP, sob o título “Os Aposentados do Brasil São Solidários ao Companheiro José Augusto”. José Augusto, Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Parlamentares Há 61 dias precisamente, sem motivo consistente, José Augusto encontra-se afastado de suas funções na secretaria geral da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Comércio (CNTC). Não consideramos justo uma pessoa tão conceituada, capacitada e honesta estar alijada de suas atividades cotidianas. Era o registro que tinha a fazer, muito obrigado!