7.15.2011

13/07/2011 AGENCIA NOTICIAS

Jornal da Câmara 13/07/2011
Bombeiros farão greve de fome pela aprovação das PECs 300 e 446
Rodrigo Bittar



O líder do movimento dos bombeiros em defesa da aprovação das PECs 300/08 e 446/06, cabo Daciolo, fará greve de fome, na Esplanada dos Ministérios, enquanto as propostas não forem aprovadas. O anúncio foi feito ontem, durante reunião entre militares e deputados na Comissão de Segurança Nacional e Combate ao Crime Organizado. Vários outros bombeiros disseram que vão acompanhar o cabo no protesto. Durante a reunião, o presidente da comissão, deputado Mendonça Prado (DEM-SE), disse aos manifestantes que, para avançar, a votação em segundo turno da PEC precisa da assinatura dos líderes do PT, Paulo Teixeira (SP); do PSDB, Duarte Nogueira (SP); do PSC, Ratinho Junior (PR); e do PMDB, Henrique Eduardo Alves (PMDB). O deputado Francisco Escórcio (PMDB-MA), que também participou da reunião, anunciou apoio às propostas e foi tratado como “enviado por Deus” por Daciolo, que usou forte teor religioso em seus pronunciamentos. Cobrado para assinar a proposta em nome do partido – Escórcio é vice-líder do PMDB –, o deputado levou uma comitiva de militares a uma reunião com o presidente da Câmara, Marco Maia. Segundo relato dos bombeiros, Maia se comprometeu a colocar o assunto na pauta do Plenário na última semana de agosto. Leitura coletiva - A Polícia Legislativa da Câmara estima que entre 250 e 300 bombeiros estiveram na Casa para cobrar a aprovação das PECs. A maioria dos militares que participavam da reunião disseram que não conheciam o teor das PECs. Diante do quadro, foi feita uma leitura coletiva da proposta. Durante o debate, diversos bombeiros apresentaram depoimentos emocionados ao relatar a situação em que vivem, e vários choraram ao descrever seus dramas pessoais. O presidente da comissão especial que debate o piso salarial de policiais e bombeiros, deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), que participou de uma parte da reunião, afirmou que não será possível concluir a votação das propostas antes do recesso parlamentar. Faria de Sá disse que “não quer vender ilusão a ninguém” e lembrou que o Plenário da Câmara não tem pauta deliberativa nesta semana. Ele destacou a necessidade de articulação dos bombeiros para garantir que as PECs sejam votadas no início de agosto, após o recesso parlamentar. Apesar do alerta do deputado Faria de Sá, o cabo Daciolo cobrou a mobilização dos militares para que a votação ocorra nos próximos dias. “Respeitamos a colocação do deputado Arnaldo Faria de Sá, mas quero dizer que nosso Deus é o Deus da causa impossível. Ele gosta das coisas impossíveis. Estamos aqui pela fé, em nome do Nosso Senhor Jesus Cristo. E vamos sair daqui com a PEC votada.”

12/07/2011 Câmara vai reinstalar em agosto comissão especial para anistiados do governo Collor

“Até o Collor já voltou, está lá no Senado, mas vocês ainda não”, lembrou Faria de Sá, sob aplausos






 O Deputado Arnaldo Faria de Sá participou de Seminário realizado no Auditório Nereu Ramos da Câmara dos Deputados na última terça-feira como debatedor


Câmara vai reinstalar em agosto comissão especial para anistiados do governo Collor
O Deputado Arnaldo Faria de Sá participou de Seminário realizado no Auditório Nereu Ramos da Câmara dos Deputados na última terça-feira como debatedor.
14:00h- COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS
LOCAL. AUDITÓRIO NEREU RAMOS – CD
Audiência Pública “ OS DESAFIOS DO ESTADO BRASILEIRO PARA O CUMPRIMENTO DA LEI 8.878/94  ( DEMITIDOS DO GOVERNO COLLOR )
Deputado Arnaldo Faria de Sá, participou com expositor no painel 2 :
A Atuação do Poder Legislativo no Cumprimento da Lei 8.878/94

“Até o Collor já voltou, está lá no Senado, mas vocês ainda não”, lembrou Faria de Sá, sob aplausos



Em Audiência Pública realizada pela Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, o Deputado Federal Arnaldo Faria de Sá foi debatedor do tema A Atuação do Poder Legislativo no Cumprimento da Lei 8.878/94

Arnaldo Faria de Sá destacou a importância da análise caso a caso de todos que foram demitidos no Governo Collor. (Funcionários públicos demitidos no governo Collor, em 1990, querem o emprego de volta porque uma Lei que garante o retorno, aprovada em 1994, não foi integralmente cumprida).

O assunto foi debatido numa audiência pública promovida pela Comissão de Direitos Humanos da Câmara.

O deputado Daniel Almeida (PCdoBBA) anunciou ontem que o presidente da Câmara, Marco Maia, determinou a reinstalação, logo após o recesso parlamentar, da Comissão Especial de Anistia. O colegiado, que funcionou entre abril de 2008 e dezembro de 2010, voltará a acompanhar a aplicação da Lei 8.878/94, que determinou anistia de demitidos no governo Collor (1990-92). Daniel Almeida, que presidiu a comissão especial, disse que, depois da realização de 21 audiências públicas com o objetivo de apoiar a reintegração dos demitidos, já passou a hora de concluir o processo. “Essa é uma página que a gente tem que virar, cabe ao Estado resolver essa questão de uma vez por todas”, sustentou o deputado, ao participar de audiência pública sobre o tema promovida pela Comissão de Direitos Humanos e Minorias, no auditório Nereu

Ramos, lotado por pessoas que esperam a reintegração. A reunião foi presidida pela deputada Manuela d’Ávila (PCdoB-RS). O deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB SP) responsabilizou o PSDB e o DEM pela interrupção dos trabalhos da comissão, por terem retardado a indicação de seus representantes, e exortou os demitidos a pressionar as lideranças desses partidos. “Até o Collor já voltou, está lá no Senado, mas vocês ainda não”, lembrou Faria de Sá, sob aplausos. A deputada Andreia Zito (PSDB-RJ) informou ter sido indicada por seu partido para fazer parte da comissão – assim, disse, o problema está superado. Parecer favorável - Durante o evento, o consultor-geral da União, Arnaldo Godoy, garantiu empenho do governo para resolver o problema em futuro imediato. Ele disse que deve sempre prevalecer o parecer dado em 2007 pelo então advogado-geral da União, José Antonio Dias Toffoli (hoje ministro do Supremo Tribunal Federal), segundo o qual qualquer dúvida de interpretação da lei deve ser dirimida em favor do funcionário anistiado. “É deplorável que, após 21 anos, ainda estejamos à espera de uma definição”, afirmou Godoy. Representante da Advocacia-Geral da União (AGU), Neleide Abila qualificou o parecer de Dias Toffoli de um “divisor de águas” no caso. “A partir do parecer, de 2008 para cá, trabalhamos com dedicação exclusiva e analisamos, caso a caso, mais de 15 mil processos”, disse. Ao fazer um balanço do processo de reintegração, o secretário de Recursos Humanos do Ministério do Planejamento, Duvanier Ferreira, informou que já foram deferidos 12.164 pedidos de reintegração, dos quais 9.781 funcionários retornaram efetivamente ao trabalho, 199 tiveram o retorno inviabilizado, por motivos diversos, e 2.105 estão prontos para retornar, em fase de definição do local de lotação. Já os pedidos indeferidos somam 2.216, dos quais 1.338 deram origem a recursos. Outros 705 processos ainda aguardam julgamento.

12/07/2011 GLOBO NEWS

Arnaldo Faria de Sá: “O Deputado tem que respeitar o eleitor e votar
conforme a consciência do eleitor. Se ele não respeitar o eleitor
ele não merece ser deputado” 12/07/2011 – Globo New´s

12/07/2011 Projeto que trata de periculosidade para vigilantes é aprovado

29 - EMENDA DO SENADO AO PROJETO DE LEI Nº 1.033/03 - da Sra. Vanessa Grazziotin - que "institui o salário adicional de periculosidade para os vigilantes e empregados em transporte de valores".

RELATOR: Deputado NELSON PELLEGRINO.

PARECER: pela constitucionalidade, juridicidade e técnica legislativa da Emenda do Senado.

APROVADO O PARECER.



PROJETO DE LEI No 1033, DE 2003

Emenda do Senado Federal ao Projeto de Lei n.º 1033-C, de 2003, que “altera o art. 193, da Consolidação das Leis de Trabalho – CLT, aprovada pelo Decreto-Lei n.º 5452, de 1.º de maio de 1943, a fim de redefinir os critérios para caracterização das atividades ou operações perigosas.

Autor: SENADO FEDERAL



I - RELATÓRIO

A Câmara dos Deputados aprovou e enviou ao Senado Federal o projeto de lei n.º 1033/2003, que altera o art. 193, da Consolidação das Leis do Trabalho – CLT, com o objetivo de redefinir os critérios de caracterização de atividades perigosas no trabalho. Acontece que o Senado aprovou emenda ao projeto de lei n.º 1033/2003, restringindo o adicional de periculosidade, em virtude de exposição permanente do trabalhador a roubos ou outras espécies de violência física, somente às atividades profissionais de segurança pessoal ou patrimonial. Em reunião realizada em 25 de maio de 2011, a Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público – CTASP aprovou por unanimidade a emenda, nos termos do parecer do relator, Deputado João Campos. Não foram apresentadas emendas nessa Comissão. É o relatório.

II - VOTO DO RELATOR

Nos termos do despacho proferido pela Mesa da Câmara dos Deputados na proposição em epígrafe, cabe a esta Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania apreciar a matéria unicamente sob os aspectos de constitucionalidade, juridicidade e técnica legislativa (art. 54 do Regimento Interno da Câmara dos Deputados – RICD), estando o mérito restrito à Comissão precedente, a CTASP. O Direito do Trabalho tem como escopo e princípio a proteção do trabalhador. Toda norma que pretenda alterar o ordenamento jurídico trabalhista deve ser mais favorável ao trabalhador do que a norma que a precedeu. É o que se verifica na proposição do Senado Federal. Nesse contexto, votamos pela constitucionalidade, juridicidade e boa técnica legislativa da emenda do Senado ao Projeto de Lei n.º1033, de 2003.

12/07/2011 Deputado alerta bombeiros sobre impossibilidade de votar PEC nesta semana

12/07/2011 16:34

Deputado alerta bombeiros sobre impossibilidade de votar PEC nesta semana

O presidente da comissão especial que debate o piso salarial de policiais e bombeiros, deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), afirmou que não será possível concluir hoje a votação das propostas de emenda à Constituição (PECs) 300/08 e 446/09, que propõem piso salarial para policiais e bombeiros.

Faria de Sá disse que “não quer vender ilusão a ninguém” e alertou que o Plenário da Câmara não tem pauta deliberativa nesta semana. Ele destacou a necessidade de articulação dos bombeiros para garantir que as PECs sejam votadas no início de agosto, após o recesso parlamentar.
A declaração foi uma resposta ao anúncio do presidente da Comissão de Segurança Pública, deputado Mendonça Prado (DEM-SE), que afirmou ser possível a Câmara concluir hoje a votação, em segundo turno.
Apesar do alerta do deputado Faria de Sá, o líder do movimento dos bombeiros, cabo Daciolo, cobrou a mobilização dos militares para que a votação ocorra ainda hoje. “Respeitamos a colocação do deputado Arnaldo Faria de Sá, mas quero dizer que nosso Deus é o Deus da causa impossível. Ele gosta das coisas impossíveis. Estamos aqui pela fé, em nome do Nosso Senhor Jesus Cristo. E vamos sair daqui com a PEC 300 votada.”

12/07/2011 Garibaldi confirma pagamento da revisão do teto do INSS

12/07/2011 14h07 - Atualizado em 12/07/2011 15h45

Garibaldi confirma pagamento da revisão do teto do INSS
Decisão beneficiará 131 mil aposentados no valor de R$ 1,69 bilhão.
Previdência ainda não definiu como será feito o pagamento da dívida.
Alexandro Martello Do G1, em Brasília



O ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves, confirmou nesta terça-feira (12) que o governo vai pagar aos aposentados e pensionistas a diferença resultante da revisão do teto do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que beneficiará 131 mil pessoas. Entretanto, ainda não foi definido como será feito o pagamento dos valores atrasados. A decisão beneficia aqueles que se aposentaram entre 5 de abril de 1991 e 1º de janeiro de 2004 e que tiveram, na época da concessão, o benefício limitado ao teto previdenciário (valor máximo pago pela Previdência Social), mas que tinham renda mensal superior ao teto antigo. Na época, as emendas 20/1998 e 41/2003 mudaram o teto do INSS, prejudicando quem contribuiu acima da cota máxima da Previdência e se aposentou. Além de corte nos benefícios, o segurado não teve direito à revisão dos ganhos. O STF garantiu a revisão para todos (de 1988 ao fim de 2003) os prejudicados pela limitação que não tiveram a diferença incorporada nos reajustes do novo teto. Além disso, acrescentou Garibaldi Alves, 117.135 aposentados passarão a receber as diferenças mensais (e não aquelas referentes ao estoque da dívida já existente) a partir da folha de agosto – que começa a ser paga no começo de setembro. O impacto mensal da decisão será de R$ 28 milhões, informou o Ministério da Previdência Social. "Os 117.135 aposentados vão receber mais mês a mês. O pagamento dos valores retroativos, que representam R$ 1,69 bilhão, será definido amanhã em reunião com a participação dos ministérios da Previdência social, da Fazenda e AGU [Advocacia Geral da União]. O passivo atingirá 131.161 benefícios. O valor médio dos atrasados é de R$ 11.58 mil. Amanhã vai ser apresentada pela Secretaria do Tesouro Nacional a forma de como será pago. Seguramente, será de forma parcelada. E vai ser definido em quantas vezes", declarou Garibaldi Alves.

Ação

Em maio, o Ministério Público Federal de São Paulo entrou com uma ação civil pública, com pedido de liminar, na Justiça Federal para obrigar o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) a fazer, em até 30 dias, o recálculo dos benefícios previdenciários de mais de 130 mil pessoas que se aposentaram entre 1991 e 2003 e estariam recebendo um benefício menor do que têm direito. Em setembro do ano passado, o STF determinou que o governo repassasse a diferença para o beneficiário que entrou com a ação, mas estendeu a decisão para todos os aposentados em 1991 e 2003. Em dezembro de 1998 e janeiro de 2004, o governo federal elevou o teto de aposentadoria do INSS, através de emenda constitucional, mas esses valores não foram incorporados às aposentadorias e pensões de quem já recebia o benefício.

12/07/2011 Arnaldo Faria de Sá

O SR. PRESIDENTE (Inocêncio Oliveira) - Concedo a palavra ao ilustre Deputado Arnaldo Faria de Sá, do PTB de São Paulo.

O SR. ARNALDO FARIA DE SÁ (Bloco/PTB-SP. Pela ordem. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados Parlamentares, quero cumprimentar a cidade de Pindamonhangaba por seus 306 anos e registrar a satisfação de, nó último domingo, ter recebido o título de cidadão pindamonhangabense por proposta do Vereador Cal. E também quero cumprimentar o Presidente da Câmara, Ricardo Piorino, e o Prefeito, que estiveram presentes àquela cerimônia, bem como Dom Carmo, bispo diocesano. Quero agradecer o vídeo com o apoio da Cidinha, do Josué, que é presidente da associação, do Padre Samuel, que era pároco local, e do Cônego Geraldo, lá de Moreira César, onde teve um almoço em minha homenagem, no Recinto de São Vito, da Igreja São Vicente de Paula. Quero também cumprimentar todos aqueles que acreditaram na realização dessa obra do viaduto do bairro das Campinas, que vai ligar também Shangri-lá, Goiabal à Cidade Nova, sem dúvida nenhuma uma grande obra. E agradecer ao superintendente de infraestrutura rodoviária da ANTT, Mário Mondolfo, que muito nos apoiou nessa caminhada, e à Nova Dutra, através do Marcos Brunelli, que acreditaram. Estivemos lá na obra, que está andando muito bem e, sem dúvida nenhuma, será extremamente importante. O Governador Geraldo Alckmin, quando da inauguração da Novelis já assumiu que duplicará rodovia Manoel César Ribeiro, ligando com esse viaduto, que, sem dúvida nenhuma, vai resolver muitas daquelas questões extremamente importantes para a cidade de Pindamonhangaba. A zona leste de Pindamonhangaba vai crescer muito com esse viaduto, que é extremamente importante. Quero deixar registrado também o jantar Dia do Empresário da Panificação do ABC, cumprimentar seu presidente, o Toninho. O jantar da Panificação de São Bernardo, cumprimentar o presidente, o Antero, pela grande realização. Também o jantar beneficente da CIPS, quero deixar um abraço para Iasmi Loberto pela sua grande luta no sentido de superar esse atendimento social, que tem encontrado muitas dificuldades por parte das assistências sociais, mas, sem dúvida nenhuma, vai avante. Quero deixar uma abraço aqui para o apóstolo Valdemiro Santiago, pelo grande encontro que fez no Vale do Anhangabaú no último sábado, e agradecer o Prefeito Hélio Buscarioli, de Santa Isabel, no aniversário da cidade de Santa Isabel, onde estivemos presentes no último sábado, e também pela festa sertaneja. Quero cumprimentar o Ministério do Turismo que liberou os recursos para realização daquele evento extremamente importante para aquela cidade. E finalmente, como eu já disse anteriormente, como filho de transmontano, registrar minha solidariedade a Portugal neste momento difícil por que passa. E tenho certeza que o novo governo haverá de encontrar soluções alternativas para que a grande pátria mãe possa encontrar saída para suas dificuldades. Deixar registrado que, logo no início do semestre teremos a votação do Projeto 3.299, para acabar com esse maldito fator previdenciário, e a votação do Projeto 4.434, para recuperação das perdas de aposentados e pensionistas, bem como da PEC 270 e da PEC 555. Muito obrigado, Sr. Presidente.

12/07/2011 Atividades do Gabinete em Brasilia

Resumo – I.º Semestre



Cartas : 210 Expedidos
Ofícios: 246 Expedidos
E-mails: 8.719 E-mails respondidos, não computados envio de Boletim Informativo
Boletim Informativo: 21 Boletins Enviados

12/07/2011 Titulo de Cidadao Pindamonhangabense

O SR. PRESIDENTE (Manato) - Com a palavra o nobre Deputado Arnaldo Faria de Sá.

O SR. ARNALDO FARIA DE SÁ (Bloco/PTB-SP. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Parlamentares, assumo a Tribuna desta Casa para fazer o registro da passagem do 306.º aniversário da nossa querida cidade de Pindamonhangaba, no interior do Estado de São Paulo. Naquela data, a Casa de Leis realizou sessão solene para celebrar este dia tão importante junto a população, que compareceram à Câmara, a partir das 10h, para festejar o aniversário da cidade. O evento homenageou com o título de Cidadão Pindamonhangabense o excelentíssimo Juiz de Direito, Dr. Marcos Antonio Montemor e nossa pessoa, por iniciativa do Vereador José Carlos Gomes - Cal. Fomos homenageados com o Título de Cidadão Pindamonhangabense o qual temos a honra de representar nesta Casa. Muito Obrigado Pindamonhangaba por esse tão importante título. Nossos agradecimentos ao Vereador Cal, nossos cumprimentos ao Vereador Ricardo Alberto Pereira Piorino, Presidente da Câmara de Vereadores de Pindamonhangaba e ao Prefeito João Antonio Salgado Ribeiro. Receberam a comenda “Capitão Antonio Bicudo Leme”, o Padre Frei Laércio Aparecido de Carvalho. A oradora oficial da solenidade foi a sra. Diretora Regional de Ensino, professora Gicele de Paiva Giudice, que abordou o tema “A trajetória da Educação em Pindamonhangaba: fatos e feitos recortados de uma memorável história”. A Câmara de Vereadores de Pindamonhangaba comunicou que inaugurou a TV Câmara Pindamonhangaba, na mesma data, cujo objetivo é estreitar a comunicação entre a comunidade e o Legislativo local. Abaixo segue alguns subsídios sobre as festividades dos 306 anos de Pindaminhangaba.

Aniversário de Pinda terá eventos culturais e esportivos por toda a cidade

Os 306 anos de Pindamonhangaba serão comemorados durante todo o mês de julho, com eventos tradicionais, culturais e esportivos. A Prefeitura de Pindamonhangaba está lançando uma programação completa, abrangendo todos os públicos, em diversas regiões da cidade, para que todos possam comemorar o aniversário da "Princesa do Norte". Os eventos tradicionais oficiais sempre têm vez na programação de aniversário da cidade. No dia 8 de julho, será realizado o Culto Evangélico em Ação de Graças, na Igreja Assembleia de Deus Ministério Belém (sede), no Alto do Tabaú. Para o dia 10 de julho, data da emancipação político-administrativa de Pindamonhangaba, serão realizados o hasteamento de bandeiras, com a participação da Corporação Euterpe, seguido da Missa em Ação de Graças no Santuário Mariano e Diocesano Igreja Nossa Senhora do Bom Sucesso (matriz). Encerrando a programação oficial com a sessão solene na Câmara Municipal, também com participação da Corporação Euterpe. A praça Padre João de Faria Fialho, conhecida também como "Praça do Quartel", terá uma programação especial, de 2 a 10 de julho, com shows, premiação de concursos de trovas e prova pedestre Corrida Pinda. Nas atrações musicais, shows com a Banda de Aprendizes, Jazz Sinfônica de São Paulo, Orquestra Viola Caipira Cordas da Mantiqueira, Corporação Euterpe, Mozart, Paulo Meyer e Clave de Sol, encerrando com Cláudio Goldman. Uma estrutura especial será montada no local, com um grande palco, proporcionando conforto e segurança para o público.



Além dos shows na Praça do Quartel e da abertura dos Jogos Regionais, fazem parte dos eventos culturais da programação de aniversário, o V Festipoema, no teatro Cootepi; a Feira de Artesanato, na praça Monsenhor Marcondes e, no mesmo local, as atividades de comemoração do Dia da Cultura e da Paz. E ainda os shows de aniversário do bairro Araretama; shows na Vila São Benedito; show de Maurício Maniere, na praça Santa Rita de Cássia, no Vale das Acácias, em Moreira César. O Bosque da Princesa terá a chegada da Procissão Fluvial e o teatro "Chapeuzinho Vermelho", com a Cia Lê Plat Du Jour e apoio cultural da Gerdau. A empresa também apoiará a apresentação da peça "Quixote", do Grupo Circo Mímico, no Centro Esportivo José Ely Miranda "Zito".

Encontro de Academias de Letras

Neste ano, será realizado pela primeira vez na cidade, o Encontro de Academias de Letras do Vale do Paraíba, com solenidade, palestras e feira de autores. Os eventos serão realizados no salão nobre da Santa Casa de Misericórdia, no Museu Histórico e Pedagógico Dom Pedro I e Dona Leopoldina e na Biblioteca Pública Municipal Ver. Rômulo Campos D´Arace.

Programação Museu

O Museu Histórico e Pedagógico Dom Pedro I e Dona Leopoldina terá programação especial em comemoração ao aniversário da cidade. Sarau, exposição Memória Viva, Ciclo de Palestras sobre a fundação de Pindamonhangaba, Pinda antiga, Guarda Imperial e Grandes Vultos Pindamonhangabenses.

Festival Sertanejo

Encerrando a programação cultural, a Prefeitura realiza nos dias 30 e 31 de julho, o X Festival Sertanejo "Luiz Carlos Cardoso", no pátio da antiga estação Central do Brasil.

Festipoema será no começo de julho

Para quem aprecia a arte de declamar poemas o V Festipoema é uma excelente opção de lazer. O evento cultural será realizado nos dias 1 e 2 de julho, às 20 horas, contemplando o aniversário dos 306 anos de emancipação política de Pindamonhangaba. Alberto Marcondes Santiago, idealizador do Festipoema, afirma que achou interessante o número de inscrições deste ano. Em outras edições 70% eram jovens, este ano foi muito equilibrado, com uma boa participação em todas as categorias. "Quando idealizei o Festipoema esperava que fosse feito por vários anos, mas não tinha certeza de como isso chegaria às pessoas. Chegar à 5ª edição com a mesma força é muito gratificante", destaca Santiago. O evento é realizado pelo Departamento de Cultura e tem o apoio da Associação Cultural Cootepi e da APL (Academia Pindamonhangabense de Letras). Na categoria infantil, o público prestigiará obras como: As belezas do meu Planeta, O Amanhecer, Amizade, As Cores do Céu, A minha rua, Tudo no diminutivo, A vista do Rio Paraíba e Amo Pindamonhangaba. Na categoria juvenil: Os meus sentimentos, Existência Vazia, Mundo, Um Último Adeus, O Olhar que Clareia Minha Vida, Vida, Cama, Ser Criança, Cidadão, As Emoções do Futebol, Pai, Tempo de Vida, Realidade, Sonho, Parede Azul e Ruth Rocha. Na categoria adulto as obras que serão apresentadas são: Eu Sou o Vento, ComTerra, Espelho Narcisista, Travessura de Trapezista, Herança de um caipira, Amor primeiro, Veia, Pidido, Chuva, Extravagâncias, Homenageada, Lágrimas e Flores, Monólogo do Cão, Enigma, Sol Poente e Jornada.

13/07/2011 Homenagem à Comunidade Luso Brasileira

O SR. PRESIDENTE (Manato) - Com a palavra o nobre Deputado Arnaldo Faria de Sá.


O SR. ARNALDO FARIA DE SÁ (Bloco/PTB-SP. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Parlamentares, hoje quero expressar uma palavra de apreço e solidariedade ao povo português, que, no curso do novo governo empossado, desenvolve enormes esforços para superar a forte crise financeira que atingiu o país. Portugal, desde os tempos remotos, sempre soube superar as adversidades e construir um ambiente fraterno, emoldurado pelas suas comunidades espalhadas mundo afora, milhões de emigrantes que são a prova inconteste da universalidade de um povo. Conhecemos bem o espírito de luta e de perseverança dessa gente, pela amostra valiosa que temos aqui no Brasil de uma comunidade luso-brasileira admirável e atuante, que tem sido cúmplice constante do trabalho, dos anseios e dos projetos para que todos, juntos, possamos fazer deste País continental uma das maiores nações do mundo. Realmente, a Comunidade Luso-Brasileira tem na sua base valores culturais e sociais da maior relevância a respaldar uma amizade de séculos entre os dois países que precisamos cada vez mais incentivar e preservar e da qual faço parte como Parlamentar luso-descendente, bem como o Almeidinha, Presidente do Conselho da Comunidade. É por meio dessa comunidade que queremos enviar um forte abraço a todo o povo de Portugal, composto pelos que vivem em seu território e pelas valorosas comunidades espalhadas pelas partes mais longínquas do mundo, e dizer que acreditamos na capacidade do país, nos seus governantes e nas suas instituições, para ultrapassar as dificuldades de hoje e continuar a ser sempre a nação que deu mundos ao mundo, mercê da capacidade e determinação da sua gente. Este abraço é, obviamente, extensivo a toda a coletividade portuguesa e luso-brasileira no Brasil, da qual temos orgulho de pertencer e onde temos muitos amigos, que conosco dividem o sonho de ver as relações entre Brasil e Portugal cada vez mais fortes e eficazes. Parabéns, Portugal, pela América portuguesa que é o Brasil, nossa Pátria Mãe!

13/07/2011 GLOBONEWS ENTREVISTA

13-07-2011 quarta-feira, Arnaldo Faria de Sá participará do programa de entrevistas, dirigido pelo Jornalista Alexandre, Programa Espaço Aberto, o qual irá ao ar às 21:30 horas dessa quarta-feira e reprisado na manhã quinta-feira às 08:30 horas, na GLOBONEWS cujo tema foi o aumento do número de vereadores para as próximas eleições.