4.14.2010

30/03/2010 Arnaldo Faria de Sá registra posses na Fecontesp e na OAB de São Paulo

ARNALDO FARIA DE SÁ (PTB-SP) registrou a posse do contador Almir da Silva Mota na presidência da Federação dos Contabilistas do Estado de São Paulo (Fecontesp) para o triênio 2010-2013. De acordo com o deputado, a instituição congrega 24 sindicatos de São Paulo e tem por objetivo resolver desafios na busca da integração, valorização e defesa dos interesses dos profissionais contábeis e da sociedade. ARNALDO FARIA DE SÁ também registrou a solenidade de posse do presidente da seção da OAB de São Paulo, Luiz Flávio Borges D´Urso, que segue em seu terceiro mandato.

Reportagem – Voz do Brasil (Reprodução autorizada desde que contenha a assinatura 'Voz do Brasil') Voz do Brasil Tel. (61) 3216.1710/3216.1711 Fax. (61) 3216.1715 E-mail:vozdobrasil@camara.gov.br

14/04/2010 TV CÂMARA

TV Câmara - Participação Popular

Programa de auditório. A platéia faz perguntas diretamente aos deputados, que esclarecem questões relevantes e mostram as propostas do Congresso referentes ao tema. Toda quarta, às 21h30.

Participação Popular discute a venda de remédios fracionados

Medicamentos fracionados são remédios fabricados em embalagens especiais e vendidos na medida exata prescrita pelo médico. A venda fracionada em farmácias é autorizada desde janeiro de 2005 por decreto da Presidência da República. Mas, cinco anos depois, menos de duzentos medicamentos são vendidos assim. Por que os laboratórios e as farmácias até hoje não adotaram esse sistema?

Esse é o debate do Participação Popular, com a presença do deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), relator de um projeto de lei que quer obrigar o comércio e a indústria a oferecer versões fracionadas de todos os remédios. Também participam do programa representantes das farmácias, do governo e dos consumidores.

Quarta, 14 de abril, às 21h30.
Reprodução autorizada mediante citação da TV Câmara

13/04/2010 PAINEL DA FOLHA

Anjos e demônios
Durante recente reunião da CCJ da Câmara, o presidente da comissão, Eliseu Padilha (PMDB-RS), chamou a atenção de Luiz Couto (PT-PB) por ter mudado três vezes de opinião numa discussão a respeito de quais quais projetos seriam votados naquele dia. O deputado, que é padre, respondeu com bom humor:
-Não me arrependo do que fiz, pois três é o número da Santíssima Trindade!
Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), que acompanhava a conversa, resolveu opinar:
-Bom, já que ele invocou a Santíssima Trindade, acho que é o caso de perdoarmos o padre!

30/03/2010 Previdência - Arnaldo Faria de Sá avalia que só o fator previdenciário tem condição de ir a Plenário logo

JORNAL DA CAMARA Geral

Previdência - Arnaldo Faria de Sá avalia que só o fator previdenciário tem condição de ir a Plenário logo

Os outros dois projetos prioritários para aposentados e pensionistas são o que acaba com o fator previdenciário (PL 3299/08) e o que recupera as perdas nos vencimentos dos aposentados (PL 4434/08). Na avaliação do deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), apenas o que trata do fator previdenciário tem condições de votação imediata em Plenário .
“O que tem condição de ser votado agora - e nós estamos pressionando o presidente da Câmara - é o fim do fator previdenciário, que traz um prejuízo de 30% a 40% para quem se aposenta, se for homem, e até 50%, se for mulher. É uma perda irreparável, e nós queremos recuperar”, disse o parlamentar.
O projeto de recuperação das perdas no valor das aposentadorias ainda está em análise na Comissão de Constituição e Justiça.
O presidente da Cobap, Warley Gonçalles, saiu do encontro com Temer dizendo que a palavra de ordem da categoria para os próximos dias será “pressão”. “Se não colocar em pauta, vamos continuar fazendo o movimento. Estamos na rua e não vamos parar enquanto os nossos PLs não forem votados”, afirmou. (JCO)