11.19.2007

PINGA-FOGO - Santa Lúcia - Jornal do PTB

PINGA-FOGO - Santa Lúcia

Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP) reclamou em Plenário do atendimento do Hospital Santa Lúcia de Brasília, onde aguardou por duas horas para ser atendido, mesmo tendo sido levado para lá numa ambulância da Câmara, acompanhado por um médico da Casa. Segundo informou, foi exigido um cheque-caução para o atendimento. “Eu podia estar com debilidade de saúde, mas não em debilidade de cidadania. E, em respeito à cidadania, recusei-me a continuar no Santa Lúcia”, contou. Ele afirmou que a Mesa Diretora da Câmara tem que se responsabilizar pelos parlamentares que estão em Brasília. “O hospital Santa Lúcia, de triste memória em relação ao deputado Luís Eduardo Magalhães e ao presidente Tancredo Neves, mais uma vez faz pouco caso da Câmara dos Deputados”, criticou. Na presidência da sessão, o deputado Inocêncio Oliveira (PR-PE) informou que vai submeter à consideração da Mesa a proposta de cancelar imediatamente o convênio com o Hospital Santa Lúcia. O presidente Arlindo Chinaglia determinou ao diretor-geral da Casa que obtivesse esclarecimentos junto ao hospital para tomar as medidas cabíveis.