11.08.2007

CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ Discurso do Deputado Arnaldo Faria de Sá - 07-11-2007 (Resumido)


O SR. PRESIDENTE (Narcio Rodrigues) Concedo a palavra ao Deputado Arnaldo Faria de Sá, pelo PTB.
O SR. ARNALDO FARIA DE SÁ (PTB-SP. Pela ordem. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Parlamentares, quero cumprimentar o Sr. Arialdo Boscolo, presidente da Confederação Brasileira de Clubes, pelo grande evento realizado neste final de semana em Campinas. Também, quero cumprimentar o Sr. Edson Garcia, do Sindi-Clube de São Paulo, pelo Congresso Estadual, dizendo que recebi com alegria e satisfação a homenagem por ter alterado a parte do Código Civil que desobriga os clubes, entidades, sociedades e clubes de serviços de cumprirem aquelas exigências e, também, as entidades de trabalhadores, que deveriam, se prevalecesse o Código Civil, ter a assembléia de todos os seus representantes para fazer qualquer alteração e até para exclusão. A partir da Lei nº 11.127, nós que fomos Relator dessa matéria de prorrogação do prazo de entrada em vigor do Código Civil, tivemos essa oportunidade. Quero, também, cumprimentar o Vereador Gercinho, da cidade de Caieiras, pela grande reunião que fez em Laranjeiras, no último domingo, na qual estivemos presentes. Cumprimento, também, a Sra. Margarida pela festa das crianças naquela cidade. Depois estivemos, também, a oportunidade de comparecer em Ferraz de Vasconcelos, na festa de Nossa Senhora da Aparecida, a convite do nosso querido amigo Sr. Francisco. Cumprimentamos todos aqueles que lá estiveram nesse sentido. Estivemos, também, em Mogi da Cruzes, juntamente com o Vereador Ratinho, em um trabalho muito importante que é feito de recuperação de jovens drogados, o que, sem dúvida nenhuma, é importante. Na segunda-feira, de manhã, ouvimos uma palestra na UNAFISCO Sindical, em São Paulo, a respeito da PEC nº 555, aquela que quer acabar com a contribuição dos aposentados e pensionistas. À noite, na Faculdade Paulista, tivemos a oportunidade de fazer uma palestra para as alunas do curso do Serviço Social a respeito do Estatuto do Idoso e a sua implementação, o que é extremamente importante. Esperamos que todos colaborem no sentido de superar o mais rapidamente possível as dificuldades de inserção das pessoas de idade na sociedade, na comunidade, com respeito por parte dos Governos Federal, Estadual e Municipal. Aguardamos para breve a aprovação, na Comissão de Constituição e Justiça, do projeto do Conselho Nacional de Justiça que cria novas Varas. A partir daí, haverá a implementação de mais atendimento dos juizados especiais da Justiça Federal. As pessoas hoje têm grande atendimento em São Paulo, na Terceira Região, em várias cidades do interior e em Mato Grosso. Isso mostra que efetivamente tem sido muito importante. Queria dar como lido um manifesto da Frente Parlamentar em Defesa da Previdência Pública, sobre a comemoração dos 22 anos da COBAP. Sem dúvida nenhuma, é extremamente importante essa comemoração. Aqui está registrada a situação de luta da COBAP ao longo do tempo. Desde a Constituinte, estamos defendendo de forma permanente e constante os aposentados e pensionistas. Espero, Sr. Presidente, Sras. e Srs. Parlamentares, que esta Casa possa dar a sua parcela de colaboração para resolvermos as injustiças que ocorrem com todos aqueles que trabalharam ao longo da vida e hoje são relegados a um plano secundário. Isso não pode continuar acontecendo. Quero reiterar que o responsável por essa situação não é apenas o Governo. Esta Casa também tem responsabilidade. Precisamos cobrar mais respeito em relação às pessoas de idade e às pensionistas. Espero que esta Casa possa dar a atenção que todos merecem. Antes de encerrar, quero repudiar as declarações do Deputado Silvio Torres quanto a generalizações contra os dirigentes de futebol. Fui dirigente de futebol durante 2 mandatos e não tive nenhum problema, tanto no Conselho da Portuguesa, quanto no Conselho Superior, na Federação Paulista ou na CBF. Todos têm a medida exata de minha ação enquanto Parlamentar. Acho que a observação pejorativa no sentido de querer atingir todos os dirigentes esportivos não pode acontecer. Se um ou outro tem alguma coisa a responder, que responda perante a Polícia Federal, que responda perante o Ministério Público. Não se pode fazer essa generalização. Repudio essas afirmações. Sem dúvida nenhuma, apesar de não ser do seu interesse, não ser da sua lavra, é fundamental a realização do evento Copa do Mundo 2014 aqui, no Brasil. Temos certeza tratar-se de um evento positivo. Cumprimento, por isso, o Presidente da CBF, Ricardo Teixeira. Na semana passada, em Zurique, na FIFA, ficou demonstrado o grande apoio de toda a sociedade brasileira à realização de um evento dessa ordem, desse porte. O Brasil teve a oportunidade de realizar o PAN, no Rio de Janeiro, evento que hoje todos saúdam como positivo. Saudamos também a realização da Copa do Mundo de 2014 no Brasil. Nosso País, sem dúvida nenhuma, vai mostrar ao mundo a sua competência, sua capacidade e sua perseverança em superar muitas e muitas dificuldades. Tenho certeza de que o futebol brasileiro merece um pouco mais de respeito, atenção e valorização. Sem dúvida, abnegados dirigentes esportivos têm, acima de tudo, um cabedal de experiência a dar a muitos políticos que certamente não poderiam ser dirigentes de clube de futebol algum.
Obrigado.

CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ Discurso do Deputado Arnaldo Faria de Sá - 07-11-2007 (Resumido)


O SR. PRESIDENTE (Narcio Rodrigues) Concedo a palavra ao Deputado Arnaldo Faria de Sá, pelo PTB.
O SR. ARNALDO FARIA DE SÁ (PTB-SP. Pela ordem. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Parlamentares, quero cumprimentar o Sr. Arialdo Boscolo, presidente da Confederação Brasileira de Clubes, pelo grande evento realizado neste final de semana em Campinas. Também, quero cumprimentar o Sr. Edson Garcia, do Sindi-Clube de São Paulo, pelo Congresso Estadual, dizendo que recebi com alegria e satisfação a homenagem por ter alterado a parte do Código Civil que desobriga os clubes, entidades, sociedades e clubes de serviços de cumprirem aquelas exigências e, também, as entidades de trabalhadores, que deveriam, se prevalecesse o Código Civil, ter a assembléia de todos os seus representantes para fazer qualquer alteração e até para exclusão. A partir da Lei nº 11.127, nós que fomos Relator dessa matéria de prorrogação do prazo de entrada em vigor do Código Civil, tivemos essa oportunidade. Quero, também, cumprimentar o Vereador Gercinho, da cidade de Caieiras, pela grande reunião que fez em Laranjeiras, no último domingo, na qual estivemos presentes. Cumprimento, também, a Sra. Margarida pela festa das crianças naquela cidade. Depois estivemos, também, a oportunidade de comparecer em Ferraz de Vasconcelos, na festa de Nossa Senhora da Aparecida, a convite do nosso querido amigo Sr. Francisco. Cumprimentamos todos aqueles que lá estiveram nesse sentido. Estivemos, também, em Mogi da Cruzes, juntamente com o Vereador Ratinho, em um trabalho muito importante que é feito de recuperação de jovens drogados, o que, sem dúvida nenhuma, é importante. Na segunda-feira, de manhã, ouvimos uma palestra na UNAFISCO Sindical, em São Paulo, a respeito da PEC nº 555, aquela que quer acabar com a contribuição dos aposentados e pensionistas. À noite, na Faculdade Paulista, tivemos a oportunidade de fazer uma palestra para as alunas do curso do Serviço Social a respeito do Estatuto do Idoso e a sua implementação, o que é extremamente importante. Esperamos que todos colaborem no sentido de superar o mais rapidamente possível as dificuldades de inserção das pessoas de idade na sociedade, na comunidade, com respeito por parte dos Governos Federal, Estadual e Municipal. Aguardamos para breve a aprovação, na Comissão de Constituição e Justiça, do projeto do Conselho Nacional de Justiça que cria novas Varas. A partir daí, haverá a implementação de mais atendimento dos juizados especiais da Justiça Federal. As pessoas hoje têm grande atendimento em São Paulo, na Terceira Região, em várias cidades do interior e em Mato Grosso. Isso mostra que efetivamente tem sido muito importante. Queria dar como lido um manifesto da Frente Parlamentar em Defesa da Previdência Pública, sobre a comemoração dos 22 anos da COBAP. Sem dúvida nenhuma, é extremamente importante essa comemoração. Aqui está registrada a situação de luta da COBAP ao longo do tempo. Desde a Constituinte, estamos defendendo de forma permanente e constante os aposentados e pensionistas. Espero, Sr. Presidente, Sras. e Srs. Parlamentares, que esta Casa possa dar a sua parcela de colaboração para resolvermos as injustiças que ocorrem com todos aqueles que trabalharam ao longo da vida e hoje são relegados a um plano secundário. Isso não pode continuar acontecendo. Quero reiterar que o responsável por essa situação não é apenas o Governo. Esta Casa também tem responsabilidade. Precisamos cobrar mais respeito em relação às pessoas de idade e às pensionistas. Espero que esta Casa possa dar a atenção que todos merecem. Antes de encerrar, quero repudiar as declarações do Deputado Silvio Torres quanto a generalizações contra os dirigentes de futebol. Fui dirigente de futebol durante 2 mandatos e não tive nenhum problema, tanto no Conselho da Portuguesa, quanto no Conselho Superior, na Federação Paulista ou na CBF. Todos têm a medida exata de minha ação enquanto Parlamentar. Acho que a observação pejorativa no sentido de querer atingir todos os dirigentes esportivos não pode acontecer. Se um ou outro tem alguma coisa a responder, que responda perante a Polícia Federal, que responda perante o Ministério Público. Não se pode fazer essa generalização. Repudio essas afirmações. Sem dúvida nenhuma, apesar de não ser do seu interesse, não ser da sua lavra, é fundamental a realização do evento Copa do Mundo 2014 aqui, no Brasil. Temos certeza tratar-se de um evento positivo. Cumprimento, por isso, o Presidente da CBF, Ricardo Teixeira. Na semana passada, em Zurique, na FIFA, ficou demonstrado o grande apoio de toda a sociedade brasileira à realização de um evento dessa ordem, desse porte. O Brasil teve a oportunidade de realizar o PAN, no Rio de Janeiro, evento que hoje todos saúdam como positivo. Saudamos também a realização da Copa do Mundo de 2014 no Brasil. Nosso País, sem dúvida nenhuma, vai mostrar ao mundo a sua competência, sua capacidade e sua perseverança em superar muitas e muitas dificuldades. Tenho certeza de que o futebol brasileiro merece um pouco mais de respeito, atenção e valorização. Sem dúvida, abnegados dirigentes esportivos têm, acima de tudo, um cabedal de experiência a dar a muitos políticos que certamente não poderiam ser dirigentes de clube de futebol algum.
Obrigado.